nao existe satisfação plena

sei o que to falando, quando to envolvido. Só tenho receio de que isso se torne intragável.

nao quero me transformar num personagem, numa coisa irreal etc, mas sou, muitas vezes no ano, incontrolada e inexplicavelmente, agressivo e intimista. ‘Mas como ser agressivo e intimista ao mesmo tempo?’. Também nao sei, só sei que qualquer detalhe me transforma, tanto numa como na outra coisa.

– satisfação plena é o que eu procuro no dia que estiver contando uma estória. sou muito claro e advirto instantaneamente, assim que me surgir ideia contrária partindo de você: nao seremos plenamente satisfeitos conosco e um com o outro. Nunca.

por exemplo, ir dormir as 00:27, depois de muito tempo sem ser questionado do motivo, nem qualquer intenção insignificante de que eu permaneça, me traz péssimas memorias.  me desagrada intensamente. Não que eu queira que você implore pra que eu fique, entenda, mas só concordou…

obs: falando as coisas aqui, essas deviam ser esquecidas. espero que eu consiga esquecer essas. ahaha

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: