Arquivo para julho, 2010

amber

Posted in em destaque, normalizando a parada on julho 26, 2010 by felipert

Nunca tente substituir as coisas da sua vida. Todas têm um motivo pro não permanente.

Um dia, disse que a divergência de ideias é absolutamente fascinante, e devido a ela seremos a tal metamorfose ambulante.

Mudar que vem do muto e are. Are de Parte e muto de mudança haha. Logo, imbecil daquele que reclamar da própria imbecilidade.  Outra coisa que já pensei foi que nossas escolhas nem sempre condizem com o que nos tornamos, assim engolimos facas de medo e balas de ansiedade por infantilidade irracional. Eu sou contra o relacionamento 100% aberto entre as pessoas. Quem vive sem segredos, segrega, e quem sabe exista uma relação entre as palavras, mas de maneira uniforme, em todo meu pensamento, reluto em dizer que nisso, o feitiço da “incompatibilidade textual” me acertou. Mudo e nada ouço ou percebo, nem recebo de volta todo sossego que salientarei. Um dia, direi.

Eu bem queria viver tranquilamente pro resto da vida. Com minha garrafa de café e minhas músicas sazonais, já que as coisas não são permanentes etc…

Procrastinar envelhecidamente é um tanto quanto redundante [talvez devesse ser, se não for realmente], mas é minha expressão favorita, atualmente. Mesmo que não tenham oficializado em cartório, ou que minha avó tenha dito um dia. É minha favorita agora. A partir do agora.

O resumo pra vida, até o vigésimo segundo dia, do vigésimo terceiro ano, é num mínimo absurdo e satisfatoriamente vexatório [naaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao], pra alguém que tanto quer.

Anagrama do Amor em Roma feito antítese do viver pós morte. Nunca adiou a sorte ou me fez mais forte. Te indicou a soma mas na epítese do martire em Mártir, falta da “minh’arte” vai me sincronizar.

Supostos medos, tão maquiados e nada frequentes. A sequencia é absolutamente subsequente. Sabe como é? Eu to em função do nada, sem função aparente, certa nem errada. Feliz “o” infelizmente. [curto rimas com ente he]

Vejo dica em todos os cantos, e todos espantos são refratários, tudo novo, arde em fogo.

Espaço de 8 meses, nem sei quando fui ao cinema pela ultima vez, talvez, tenha sido incoerente o filme, mas dada a corrente e quem viu-me, decifrou instantaneamente que o johnny era menos consciente que meu assédio ao teu ventre.

E meu erógeno de fato, tomou de acato a minha necessidade em tê-la. “Seu colar é feito dela”

Não devo servir pra mãos dadas, fotos no parque e todas as coisas que fazem as pessoas felizes enquanto lhes resta muito pouco tempo. Nada junto e só desatento é o caminho, e é desse jeito.

obs: no about diz “alegrias e frustrações”. Minhas alegrias e minhas frustrações estão no plural etc.  Quero dizer que nem tudo aqui é dedicado a apenas um aspecto frustrante ou alegre haha.

Anúncios

Aurore rien

Posted in em destaque on julho 17, 2010 by felipert

Aurore rien é uma banda americana de postrock. Normalmente, ouve-se falar dela quando lembram ser das poucas a usar a voz como um artifício na criação das suas músicas.

A banda foi desfeita, talvez em 2003, quando dois dos 4 membros se uniram com outros dois de uma banda chamada “Lucia back then” e assim criaram Lights out Asia.

Telesthesia – EP

download

Sedative For The Celestial Blue

download

Bohren & der Club of Gore, discos

Posted in em destaque on julho 17, 2010 by felipert

Chino Moreno “twittou” ontem a noitinha a musica-título do EP “Mitleid Lady”, de 2009. Procurei muito pra download o EP. Resolvi fazer o upload dos outros discos que eu ja tinha e tao ai. Ninguem vai baixar pq ninguem gosta desse tipo de musica, entao tranquilo haha.

obs: quem achar pra baixar a porra do EP, deixa algo dizendo ai em algum lugar.

Gore Motel – 1994

download

Midnight Radio – 1995

download

Sunset Mission – 2000

download

Black Earth – 2002

download

Geisterfaust – 2005

download

Dolores – 2008

download

team sleep, vídeos

Posted in em destaque on julho 14, 2010 by felipert

gridlock [demo]

death by plane

ever – foreign flag

antítese

Posted in parafernaliando e tal on julho 13, 2010 by felipert

antítese

s. f. Oposição de ideias ou palavras (ex.: feio de corpo, mas bonito de alma).

fonte

Agravavam noites, na ardência do céu do dia
enquanto chorava pelos cantos mornos, ria.
Das alucinações de um ser incrivelmente são
surgem ocupados espaços delicados do vão
ao gritar eloquente, sinais de quem se cala
gesticula aos montes enquanto perde a fala
e sábio vê sem rumo num caminho tao dedilhado
com incessos não escassos de um vociferado
ódio, que te da maior prazer que amar
ao que te tirou o melhor desdizer do cantar.

obs: dia mundial do rock. parabens aos adeptos etc etc…

This Will Destroy You

Posted in em destaque on julho 11, 2010 by felipert

Threads

Freedom Blade

The World is Our

Burial on the Presidio Banks

ao vivo. 2008

Tetralogia: Desespero em 4

Posted in em destaque, Tetralogia: Desespero em 4 on julho 11, 2010 by felipert

A segunda: o conformismo

você viveu anos felizes, anos tristes, mas não sabe o quanto isso pode influenciar na próxima etapa. Sabe que não deve manter chateações, alimentar rancores, mas foi feito pra ser assim. Com tantas desgraças e tantas vergonhas, você só conhece esse caminho.

Deu medo quando queria ser surpreendente. Fez tudo dar errado quando quis ser potente. A mágoa por ser infeliz não é do seu parceiro no jogo, não é do que divide seu sabonete, não é do que te ajuda a pagar as contas. É sua, completamente.

Nada que você saiba agora, servirá pra tua própria ajuda. Já se enfiou num balde de insatisfação, se alimentou com dias de destruição. O que resta é sentar e esperar o que lhe dão.

Vida após a morte nunca foi um pensamento tao vívido como é, exatamente.

Algo falta, sabemos que algo falta, mas incessante é a vontade de ficar sentado. No entanto, a restituição do teu soberbo é tão lenta, sonolenta.

Agora que se sente livre, não quer mais desenhar suas curvas, quer ser anormal da maneira mais normal possível. Sinto teus olhos se aproximando calmamente…