Arquivo para janeiro, 2013

ignore qualquer existência feita em sua homenagem. fuja!

Posted in meu pior, jogado por aqui on janeiro 30, 2013 by felipert
copo de vida

copo de vida

É a facilidade, vem e te emenda. Transborda sua magnitude, da crédito a vontade. Eis que parte rumo ao antro das dúvidas. Sem coerção e sem malícia, pouco de sentimentalismo mas nesse caso é só sentimentalismo.
Duvida que você tem o que todos quiseram e quando quiseram, tiveram.
Não duvide. Alguém que se oferece abertamente ao dúbio é o maior merecedor da desgraça entreposta. Duvide nunca disso.
E vale dizer o que te carrega. Falsa intimidade, falso delírio, falsos amores e certezas.

Parto dia por dia atrás do que me manterá em equilíbrio, dai te encontro.
Não sei se sabe o poder que tem, de me deixar cair e erguer também.

Sentado perto do memorial, não são exclusivamente minhas as memorias. Nem duas das suas historias e isso obscurece a vontade de compreender, de deixar-se flutuar.

Nada muda nem mostra intento
em tal
nu alternado se mostra sedento
ao mal

mal que desfavorece qualquer parte.
que transforma adoecer em arte.
novamente a agonia cede
pedindo ao mentir que vede

Anúncios

eu sei

Posted in em destaque on janeiro 23, 2013 by felipert

Meu inferno nem é tão longe

na imensidão do fervor
bem que me faltou ardor
captar sonares feito monge

estou no coração das trevas
a não longe casa minha morada
pega roendo sono a revoada

leva