boca

Posted in em destaque on abril 25, 2018 by felipert

pela primeira vez sinto que
a situação é assim mesmo
pode haver o q for, nao sei
nem corrente presa saberei

a sua sanidade é canal
inverso, nao respira
alimenta podre banal
pra depois cuspir ira

só voce pode se salvar

envolto à memórias suas
sem nunca ter estado
a sensação das maos nuas
num patamar privado
é inquietante
mas a minha estante
é minha

Anúncios

acaba 1

Posted in em destaque on abril 21, 2018 by felipert

apresentou mentira. pura safira – a
saiba você que ele mente – b
e todo aquele historico transcendente – b
é verdadeiramente – b
mentira, brilhante feito safira – a
mania de perseguição no altar
como quem diz mais sobre velocidade
de ter, conquistar e perder.

correlacionam os fatos dessa maneira injusta
pra ressignificar a predatória e robusta
vontade de inverter os pontos
com desagem forte pra mil tontos

fim do pior

cinza vive

Posted in meu pior, meu pior, jogado por aqui, Uncategorized on fevereiro 25, 2018 by felipert

voce tenta me matar
pode me matar se quiser

nao morro, nao morrerei

nunca estive morto
nem na vontade morro

nao morreria hoje
foge
mesmo q tente nao morreria

nem q a morte fosse dia

pode me matar se quiser, não vou morrer

meta

Posted in em destaque on fevereiro 25, 2018 by felipert

olhos que sorriem
na melhor tentativa
sobrecarga em algum ponto
corrigir

falha a curva quemexe com, a priori, seu falido mar. tira pra dançar
age como se o peso fosse nuvem. ouvem um dois pra lá e pra cá
com os olhos fixos nos seus olhos fechados, voyeur indigno, pede em pensamento que peça pela veia. da-lhe mais tempo. suga a banda que mais lhe satisfaça
retinto lábio que antecede o suspiro, viro, e lá vem você.
arde os dedos num desancar meio sem jeito mas que dê algum deleito
ao solicitar que desencante, o que fazer do gigante querer
mal dito o que falhou com ardência em remo. maldito
grito

pede antes que lhe peça mais num outro plano
sono falho do que não nega mais um ano

é solicitar que um dia veja

vento

Posted in categoricamente, Uncategorized on fevereiro 16, 2018 by felipert

folha da parte, leia
onde espera tem a ver com arte,
incendeia


-porre de verdade
cansou

para enquanto é (tempo para)
suave e quer
chave, mulher

-corre da metade
e andou
xeque

vento bate
sento
xeque-mate

Edit:
to confuso como um xeque.

8 sílabas

Posted in rapidas on fevereiro 15, 2018 by felipert

para logo tempo para 8
intento discrepante 8
dorme lá é semelhante 8
haja então via clara 8

não corrói nem afugenta 8
mao da menção violenta 8
pega a cara da isenta 8
e dispara revoada 8

enquanto soa tormenta 8
maldição fraca nao tenta 8
gritar o fim da amenta 8 (lembrança)
desde que não enleada 8 (laço)

ja executei

Posted in jogado por aqui, meu pior on fevereiro 4, 2018 by felipert

as maneiras mais estranhas de compensar um erro com outro
mudei a marca dos meus perfumes e do tetanotro
a ruga dessa preocupação constantemente diminui
daqui, lendo essa parte, quem quiser conclui
que estou no molho. e cego de um olho.

o outro tá fechado.

não tenho mais pesar novo
meu menos ocular estrovo
desgastou, agora quem eu sou
vai definir o que há de vir.

não lamento
esse momento
é todo seu
comigo e eu
destemido e céu
desconhecido cruel
deixou de querer quem nao quer